PARECERES

Ministério da Saúde



Ofício N° 364 - GAB/DTEN/SVS/MS - Brasília, 26 de outubro 1995

Prezado Senhor:

Em resposta a consulta formulada através do Ofício s/n, de 17 de outubro de 1995, referente a viabilização da liberação do registro de comerciaização da multijarra magnética no Ministério da Saúde.

Informamos a V. Sa., que segundo parecer do Departamento de Normas Técnicas, da Secretaria de Assistência a Saúde, o referido produto está dispensado de registro neste Ministério, uma vez que sua utilização independe de prescrição médica, de cuidados especiais de aplicação ou da observação de precauções, sem as quais possam produzir danos à Saúde, bem como não necessita de treinamento especializado ou profissional habilitado para seu uso e aplicação.

Por se tratar de produto cuja especificação não se enquadra na legislação específica de correlatos, entendemos não ser objeto de registro nesta Secretaria de Vigilância Sanitária.

Ao Senhor
Manfredo O. Staats

Codisa do Brasil. 




Parecer Técnico Científico

Para entender as propriedades magnéticas da matéria, é preciso saber, numa determinada substância, o que provoca o campo magnético em seu interior.

Lembramos que toda substância tem uma estrutura formada por moléculas, átomos, núcleos, prótons e elétrons, ou seja, o menor componente da substância que é o átomo, ainda é composto por um núcleo atômico contendo prótons e nêutrons, com carga positiva, circundada por uma nuvem de elétrons com carga elétrica negativa. Com tantas possibilidades para o magnetismo e sabendo que todas as substâncias contém elétrons, todos os materiais são magnetizados.

Porque só o ferro imantado e outras poucas ligas possuem esta característica magnética?

A resposta está nos momentos magnéticos dos elétrons, que numa determinada substância somam-se em intensidade e direção e noutras cancelam-se entre si de modo que existe ou não campo magnético externo.

De uma maneira geral, podemos dizer que todo material é magnetizado, no entanto e, popularmente falado magnetismo, refere-se ao ferro-magnetismo, ou seja, o referido magnetismo forte que o ímã apresenta. Contudo existem outras propriedades magnéticas que são mais difíceis de comprovar.

A presença de ímãs com campos magnéticos bem próximos à água, provoca nela os chamados momentos magnéticos induzidos, que irá criar uma força repulsiva entre a amostra da água e o campo magnético externo.

Com a utilização de ímãs alternados teremos também uma alternância de Logo, duas conseqüências na amostra de água será conseguido com presença de ímãs, ou seja: teremos um ótimo filtro para substâncias metálicas, tratados como impurezas e, teremos uma agitação molecular da água, devido ao fenômeno de momento magnético induzido.

Então a imantação da água, de maneira inteligente, ou seja: utilizando ímãs de valores entre 500 3000 GAUSS e colocados de maneira alternada, com polaridades diferentes sem contato físico da água, trará efeitos benéficos ao homem.

Inácio M. Martin,
Físico da UNICAMP Campinas/ SP

Parecer Médico

Fazendo a água passar através de campos magnéticos possantes e alternados, modifica-se ao mesmo tempo o sentido e o deslocamento dos campos magnéticos por adição das cargas elétricas. A água torna-se então imantada e capaz de impedir a formação de micro cristais.

Constata-se então a transformação da calcita de três eixos magnéticos em micro cristais de forma aragonita de um só eixo magnético que se eliminam sob a forma de sedimentos amorfos.

A transformação destes micro cristais é função do equilíbrio das cargas elétricas de íons de cálcio, de magnésio e de silício da água. O Dr. Kubikova do Instituto de Pesquisa de Hidráulica de Praga mostrou em 1969 que a magnetização da água dura até cinco dias. Trata-se da memória magnética. A memória magnética ideal dura três dias, mas prossegue ainda por dois ou três dias, diminuindo rapidamente.

A água imantada apresenta excelente efeito diurético, sendo portanto, um procedimento de grande préstimo como auxiliar no tratamento dos diversos tipos de doenças. As pesquisas mostram sua eficiência, superando às vezes os procedimentos medicinais normais, atua através do sangue, do sistema endócrino, através das glândulas de secreção internas e do sistema nervoso.

A água imantada leva ao organismo uma cota suplementar de energia agilizando a circulação e levando com maior eficiência os nutrientes e o oxigênio até as mais diversas células do corpo e, em contra partida, retira com maior eficiência as toxinas e as gorduras impregnadas, facilitando dessa forma a drenagem profunda dos metabólicos tóxicos e age com maior rapidez na regeneração celular.

A água imantada faz parte do nosso receituário terapêutico do dia a dia do nosso exercício profissional, e um grande número de pessoas já estão fazendo uso da água imantada regularmente, tanto para tratamento quanto preventivo.

É dever do médico aprimorar continuamente os seus conhecimentos e usar o melhor progresso científico em benefício do paciente, agindo sempre com prudência e diligência.

INDICAÇÕES:

Ação sobre o fígado e vesícula biliar; Ação sobre os rins; Ações sobre a pele; Ação sobre o sistema digestivo;

Ação sobre a regulação neuro-hormonal; Ação sobre os líquidos intersticiais, sangue e linfa.

Essa recuperação pela Água Imantada representa o equivalente a uma drenagem geral do organismo. Este se torna mais resistente as agressões que estão por vir e mais receptivo as outras terapias suaves como a Homeopatia.

ARTÊNIO OLÍVIO RICHTER
Médico
CRM - PR 10248

Instituto Tecnológico do Paraná - TECPAR

RELATÓRIO DE ENSAIOS 5.211 - 95004866. Material jarras magnéticas para água. - Remetente- Ind. e Com. de Ap. e Utens. Domésticos Staats Ltda - razão social atual - Imanter - Imantadores de Água Ltda - Rua Manoel Bandeira, 651 B. Vargem Grande Pinhais-Pr data 04/09/1995

CONCLUSÃO
O produto satisfaz às exigências da Resolução nº 45/77 da CNNPA (Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos) para alimentos que podem exercer uma ação extrativa semelhante à de um veículo aquoso de pH superior a 5, como por exemplo: água; gelo; bebidas e infusões vegetais de café, chá e outros; cervejas e vinhos com menos de 5% de álcool; leite desnatado; néctares de frutas; sucos de frutas não ácidas; bebidas não gaseificadas contendo menos de 5% de álcool; mel; sorvetes; geléias de frutas não ácidas; ovos sem casca; doces de frutas em calda ou em pasta; carnes frescas de animais, de aves e de peixes (não gordurosas); carnes processadas, defumadas, salgadas, congeladas (não gordurosas) e outros.

METODOLOGIA
I.A.L. - Instituto Adolfo Lutz - Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz, 3ª ed., 1985, vol. I, 36.



_________________________________________________________________
Purimanter
Codisa do Brasil
Rua Manoel Bandeira 651 - B Vargem Grande Pinhais PR
CEP 83321-200 Fone: (41) 3033 4241